Páginas

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Lazarus - O Lazarus Data Desktop

Se em suas aplicações você utiliza diversos bancos de dados, é provável que também precise de uma ferramenta específica para cada SGBD, com a finalidade de criar tabelas, criar comandos DML e DDL, entre outros. A fim de centralizar todas as tarefas do desenvolvedor no Ambiente de Desenvolvimento, o Lazarus oferece o Lazarus Data Desktop. Também chamado Database Desktop, esta ferramenta dispõe de vários recursos, dentre os quais destacamos:
  • Acesso a todos os bancos de dados suportados pelo Lazarus;
  • Criação de um dicionário de dados onde as propriedades de TFields podem ser armazenadas;
  • Criação de comandos DDL e DML a partir do dicionário de dados;
  • Consulta à tabelas;
  • Exportação de dados de tabelas para diversos formatos: XML, JSON, CSV, entre outros.
Para usar esta ferramenta. primeiramente é necessário compilá-la. Ela está localizada em tools/lazdatadesktop, no diretório home do Lazarus. Abra então o projeto lazdatadesktop e compile-o.
Para integrar a ferramenta ao IDE, abra e instale o pacote lazDataDict, localizado no diretório components/datadict. Após isso o IDE será estendido em três novas opções:
  1. Um novo item de menu será registrado no menu Project - com o nome Data Dictionary. Esta opção irá permitir que escolhamos um dicionário de dados para o projeto;
  2. No menu Tools será acrescentado o item de menu Database Desktop, que executa o Lazarus Data Desktop;
  3. Finalmente no Form Designer, um novo item é registrado no menu local que pode ser usado para aplicar o dicionário de dados a um TDataset - o item de menu Data Dictionary.
Vejamos então como utilizar o Lazarus Data Desktop.

Conectando-se a bancos de dados

Para fazer uma conexão use a opção de menu Connections > New connection, como mostra a figura abaixo:
Esta ação abrirá uma caixa de diálogo onde você irá escolher o banco de dados:
Selecione o banco de dados e você será levado a um novo diálogo para informar os dados da conexão:
Após informar os dados e confirmar será solicitado um nome para a conexão. Confirme também, após informar o nome e será adicionada uma nova aba ao ambiente com as informações da conexão. No lado direito da tela existe a aba Run Query,  que possibilita executar uma consulta e exportar o resultado da consulta, entre outros recursos.

Exportando dados de uma tabela

Para exportar os dados resultantes de uma consulta, use o botão Export this data que será habilitado após a execução bem sucedida de uma Query. Em seguida escolha o tipo de arquivo, por exemplo CSV, e confirme. Então será mostrado um diálogo onde se pode escolher os campos da tabela a serem exportados, o caminho e o nome do arquivo destino e opções de formatação, conforme pode ser visto na figura a seguir.
Depois de confirmar o arquivo exportado será criado.

Gerando código Free Pascal

Outro recurso importante do Lazarus Data Desktop é a criação de código em Free Pascal. Pode-se gerar código quando estamos visualizando o resultado de uma Query ou quando estamos examinando a definição de uma tabla no dicionário de dados.
Os códigos que podem ser gerados são:
  • Uma constante string a partir do comando SQL quando se está visualizando o resultado de uma consulta;
  • O código para criar uma tabela DBF a partir dos dados que estão sendo mostrados;
  • Uma classe Object Pascal e suas propriedades baseados em um Dataset e seus campos;
  • Uma declaração de classe tiOPF para usar com Object Persistence Framework.
Por exemplo, na aba Run Query, após executar uma consulta, clique no botão Create pascal code for this data. Escolha em seguida a opção Simple object/collection for the data. Será aberto o seguinte diálogo:
Nessa tela você define o caminho e nome do arquivo onde deseja salvar o código e os campos da tabela que serão propriedades da classe. Para cada campo da tabela é possível definir propriedades, bem como definir algumas propriedades da própria classe na aba Options. Confirme e uma tela com o código gerado será aberta, conforme mostra a figura seguinte:
Apesar de ter um botão Save, isso não será mais necessário, pois o código já está salvo no arquivo informado na tela anterior.
No próximo post veremos os procedimentos para criar dicionários de dados no Lazarus Data Desktop e como utilizá-los em nossas aplicações de banco de dados.
Post escrito tendo como referência o livro Lazarus - the Complete Guide, publicado pela Blaise Pascal Magazine.

2 comentários:

Jean Patrick disse...

Parabéns professor pelo post!

Já conhecia este aplicativo, mas mexi nele só superficialmente. Quando tiver um tempo, vou analisar com mais calma os recursos que o Sr. mencionou.

Professor Carlos disse...

Obrigado Jean

A parte referente a dicionário de dados é bem interessante e vou falar no próximo artigo.

 
Creative Commons License
This work by Carlos Alberto P. Araújo is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil License.