Páginas

quinta-feira, 27 de maio de 2010

Tipos de dados no SQLite

Em SQLite, diferente de outros motores de banco de dados, o tipo de dado de um valor está associado com o valor propriamente dito, e não com o seu contêiner. É um sistema de tipo dinâmico. Um campo de uma tabela em SQLite pode receber qualquer tipo de dado. Assim, o SQLite simplesmente ignora o tipo informado no comando CREATE TABLE.
Então, dizemos que no SQLite existem classes de armazenamento. E essas classes são:

NULL - como em qualquer outro banco de dados.
INTEGER
- inteiro com sinal, armazenado em 1, 2, 3, 4, 6 ou 8 bytes dependendo da grandeza do valor.
REAL - valor de ponto flutuante armazenado em 8 bytes.
TEXT - uma string armazenada usando UTF-8, UTF-16BE ou UTF-16LE.
BLOB - armazena um blob, como indica o nome.

Uma coluna INTEGER PRIMARY é uma exceção. Só aceita números inteiros. Qualquer valor em um comando SQL tem uma classe de armazenamento implícita. Durante a execução do comando SQL, o SQLite pode converter valores entre classes numéricas (INTEGER e REAL) e TEXT.

Tipo Boolean

Não existe uma classe Boolean. Pode-se considerar os inteiros 0 (false) e 1 (true).

Tipos Data e Hora

Não existem classes de armazenamento para armazenar data e/ou hora. Existem funções capazes de tratar TEXT, REAL ou INTEGER como data e hora:

TEXT - como string ISO8601 ("YYYY-MM-DD HH:MM:SS.SSS").
REAL - como dias Julianos. A origem (dia 0) é o meio dia de 24 de novembro de 4714 A.C., pelo calendário Gregoriano.
INTEGER - como a hora no Unix. A origem é o dia 1º de janeiro de 1970.

Funções de Data e Hora

São cinco as funções:

date(timestring, modifier, modifier, ...) - retorna a data no formato YYYY-MM-DD.
time(timestring, modifier, modifier, ...) - retorna a hora no formato HH:MM:SS.
datetime(timestring, modifier, modifier, ...) - retorna data e hora no formato "YYYY-MM-DD HH:MM:SS".
julianday(timestring, modifier, modifier, ...) - retorna do dia Juliano.
strftime(format, timestring, modifier, modifier, ...) - retorna a data formatada de acordo com o formato especificado no primeiro argumento.

Todas recebem uma string de tempo e 0 ou mais modificadores como argumentos. Uma string de tempo pode ter um dos seguintes formatos, além de outros que podem ser encontrados em http://www.sqlite.org/lang_datefunc.html:

YYYY-MM-DD
YYYY-MM-DD HH:MM:SS
HH:MM
HH:MM:SS
now

O formato 'now' é convertido na data e hora correntes. Por exemplo:

SELECT date('now'); - calcula da data corrente.

Os modificadores alteram a string de data e hora. Alguns dos modificadores disponíveis são:

NNN days
NNN hours
NNN minutes
NNN.NNNN seconds
NNN months
NNN years
start of month
start of year

Os primeiros seis modificadores simplesmentes adicionam a quantidade de tempo especificada à data e hora especificadas pela string de tempo. Por exemplo:

SELECT date('now', '+1 days'); - calcula a data corrente mais um dia.
SELECT date('now', 'start of month'); - calcula o primeiro dia do mês corrente.

O parâmetro formato pode assumir alguns desses valores:

%d - dia do mês
%H - hora (de 00 a 24)
%J - dia Juliano
%w - dia da semana de 0 a 6 (domingo = 0)

Por exemplo:

SELECT strftime('%J', 'now'); - calcula o dia Juliano equivalente à data corrente.

Este post foi baseado no texto original em inglês em http://www.sqlite.org/datatype3.html.

3 comentários:

Victor Pinto disse...

Post simples e direto. Parabéns.
Acho ruim não ter um campo nativo para datas. Mas dá pra sobreviver.

[]`s

Anônimo disse...

Para mim, o SQLite sempre foi BRINT!
[B]lob
[R]real
[I]integer
[N]null
[T]text
Eu canso de ver por aí, gente falando de SQLite com VARCHAR (20), CHAR (20), BOOLEAN...
Tenho que te dar os parabéns por divulgar o correto! 8D

Professor Carlos disse...

Sua dica é muito boa. Obrigado

 
Creative Commons License
This work by Carlos Alberto P. Araújo is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil License.