Páginas

quinta-feira, 16 de outubro de 2008

Aprenda Programar em Dez Anos

Este pequeno texto é uma adaptação do artigo "Teach Yourself Programming in Ten Years" de Peter Norvig, que pode ser lido integralmente em http://norvig.com/21-days.html.

Não é difícil encontrar livros com títulos tais como: "Aprenda Java em 7 Dias", "Aprenda Pascal em Três Dias", e assim por diante. A primeira impressão que se tem é que há uma grande corrida para aprender computação, ou que computação é algo muito mais fácil de aprender que qualquer outra coisa. Ou alguém já viu livros sobre como aprender tocar piano, física quântica ou adestrar cães em tão poucos dias?
Pesquisadores têm mostrado que leva-se aproximadamente dez anos para tornar-se um expert em uma grande variedade de áreas que incluem: jogar xadrez, compor músicas, pintar, nadar, jogar tênis, etc. Mozart, considerado um prodígio musical aos 4 anos, levou mais 13 anos antes de começar a produzir música de qualidade. O grupo musical The Beatles surgiu com um sucesso em primeiro lugar nas paradas em 1964, mas já vinham tocando desde 1957. Samuel Johnson acredita que pode levar mais que dez anos: "Excelência em qualquer área pode ser alcançada apenas com esforço de uma vida toda; não dá para ser comprada por menos que isso".

Peter Norvig dá sua receita para obter sucesso em programação:
  • Se interesse por programação, e faça por que é divertido. Tenha certeza que é dvertido para você dedicar dez anos nisso.
  • Programe. A melhor forma de aprender é "aprender fazendo".
  • Você pode passar quatro anos em uma universidade. Mas lembre-se "Educação em ciência da computação não faz de ninguém um gênio em programação tanto quanto estudar pincéis e pigmentos não fazem um bom pintor" segundo Eric Raymond.
  • Trabalhe em projetos com outros programadores. Aprenda com eles e teste suas habilidades.
  • Procure entender programas escritos por outros. Desenvolva programas que sejam fáceis de manter por outros programadores.
  • Aprenda pelo menos meia dúzia de linguagens de programação. Preferencialmente de paradigmas diferentes: orientadas a objeto, funcionais, de script, estruturadas, etc.
  • Lembre que existe um computador onde seu programa irá rodar. Saiba quanto tempo leva para o seu computador executar uma instrução, carregar uma palavra na memória, ler palavras do HD, etc.
  • Se envolva no esforço de padronização de uma linguagem.
  • Tenha o bom senso de cair fora desse processo de padronização tão rápido quanto possível.
Por tudo isso, é duvidoso o quão longe você pode ir apenas lendo livros. Norvig conclui que muitas pessoas já possuem as qualidades necessárias para serem grandes programadores, o grande trabalho consiste em colocá-las no caminho certo.

Nenhum comentário:

 
Creative Commons License
This work by Carlos Alberto P. Araújo is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso não-comercial-Compartilhamento pela mesma licença 3.0 Brasil License.